O Povo do Cativeiro e a Senhora do Rosário – Reinados e Congados em Minas Gerais

A cultura mineira passada por meio da literatura de maneira lúdica e simples. É assim que o livro O Povo do Cativeiro e a Senhora do Rosário – Reinados e Congados em Minas Gerais, da autora Patrícia A. Brandão Couto, pode ser apresentado.

Pensado para o público infantojuvenil e com o objetivo de conservar o conhecimento sobre congados e reinados, o livro conta a história da origem de Nossa Senhora do Rosário. O fio condutor para a narrativa é o mito extraído do livro “Festa do Rosário: Iconografia e Poética de um Rito” (COUTO, P.A.B, 2003).

É preciso ressaltar que a leitura é leve e rápida, já que grande parte do conteúdo é visual, com desenhos produzidos por crianças e adolescentes entre sete e 15 anos, mas, ao mesmo tempo, profunda e emocionante.

Ao longo do livro, somos transportados para dentro da história da origem de Nossa Senhora do Rosário e, a cada página, impactados pela arte e pela visão de cada uma das crianças que ilustram a narrativa. 

É inevitável não tentar imaginar quem são os jovens que contribuíram e emprestaram seus desenhos para a história. E, no final do livro, somos surpreendidos pelo nome e idade de cada um deles.

O mito da origem de Nossa Senhora do Rosário

 Os mitos são histórias contadas e contadas e contadas, geralmente, dos mais velhos para os mais novos, passando de geração em geração. E recontadas e recontadas, tornando-se, assim, crenças para alguns povos. Antes de qualquer tecnologia que pudesse conectar o mundo, os mitos já se faziam presentes como forma de ditar costumes e culturas. 

Tentando trazer para nossa realidade de maneira mais simples, as histórias contadas por nossos avós e replicadas (com adaptações ou não) por muitas gerações podem ser mitos que fazem parte de uma cultura e ditaram os costumes de nossas famílias.

Voltando ao mito da origem de Nossa Senhora do Rosário, povos diferentes contam histórias diferentes sobre a aparição da santa. No livro O Povo do Cativeiro e a Senhora do Rosário – Reinados e Congados em Minas Gerais, a Nossa Senhora aparece no alto de uma mata e é vista por todos. Muitos foram os esforços para tirá-la do lugar. Depois de algum tempo, o povo da senzala – os cativos vindos de Moçambique – consegue atrair a santa para dentro de casa, mas, ao amanhecer ela volta ao alto do mato, dizendo que de lá não sairá enquanto os povos não forem livres.

Oficina de Artes e Letras

O livro O Povo do Cativeiro e a Senhora do Rosário – Reinados e Congados em Minas Gerais foi concebido a partir de uma “Oficina de Artes e Letras”, realizada na cidade de Bom Despacho, em que professores e alunos trabalharam em uma criação coletiva.

O resultado foi um livro lindo que passeia pelas tradições culturais de Minas Gerais. A leitura é muito válida!! 

Leia todas as nossas resenhas aqui!

Deixe o seu comentário

comentários

Deixe seu comentário