Nasci pra ser Madonna – Gisele Mirabai

Nasci pra ser Madonna é o segundo livro da nossa autora do mês de maio, Gisele Mirabai. 

Ser uma diva ou uma personalidade famosa já passou pela cabeça de muita gente e a Madonna então, maior ícone da cultura pop dos anos 90, inspirou a vida de muita gente. É assim que a nossa personagem, uma menininha de 11 anos, começa a narrar sua história: “Nasci pra ser Madonna. E por isso vou fazer o que vou fazer”. A primeira frase do livro já deixa um mistério, o que será que a nossa pequenina sem nome vai fazer?

 Na história, escrita em formato de diário, vamos acompanhando o dia a dia da menina que mora em Belo Horizonte, passa férias com os pais em Cabo Frio, vai ao Mineirão ver jogos,  gosta de músicas, tem uma irmã mais velha e se comove com a possibilidade de um suicídio no prédio Acaiaca, na Avenida Afonso Pena, Centro de BH. Ao mesmo tempo em que conhece a diva pop em VHS, assistindo a um de seus shows desses brindes de fascículo de jornal, ela vive a iminência da crise financeira, e a devastação causada com a separação dos pais.  

As constantes brigas dos pais entristecem a protagonista da história, que busca cada vez mais refúgio nas referências da americana. Ela quer ser Madonna e, em alguns momentos, se esquece da vida real, isso tem um reflexo nas suas notas na escola e no bullying que passa a sofrer depois de pintar seu cabelo de louro e contar aos colegas sua paixão pela diva. Acompanhamos os reflexos dos acontecimentos da época na vida da personagem e acho essa contextualização bem legal. Ela conta sobre o avanço da crise econômica, o impeachment do presidente Collor e o tão esperado show da Madonna no Brasil, e claro, ela vai fazer de tudo para conhecer a diva de perto.

Com uma linguagem bem simples, Gisele vai nos apresentando uma história com altos e baixos, às vezes bem bobinha como quando ela reclama do modelo do carro do pai, e outras bem densas, como a possibilidade iminente de suicídio da personagem, que claramente precisa de ajuda psicológica, já que ninguém leva a sério os seus ataques de nervos e crises de choro. Ela narra as mudanças no corpo, hora gorda porque comeu bolacha recheada, hora magra porque tem dançado demais. Odeia o pai por ter saído de casa, e já está cansada de ouvir “Imagina! Que absurdo! De jeito nenhum! Que ideia!”,  para tudo que ela quer fazer. Toda a narração é justiçada pela idade da personagem, é um desabafo adolescente em busca de um sonho praticamente impossível e que ao final abre novos horizontes para menina que só está começando a viver.

A obra é dedicada a Madonna, é claro, repleta de referências musicais da diva e outros ídolos da época. 🎼🎧🎤

Material Girl | Cherish |Immaculate Collection |Live to tell | Papa don´t  preach| Holiday

Crazy for you |Into the Groove |Oh Father |Deeper and Deeper |La isla bonita

Bandas: Dire Straits (Money for Nothing) |The Doors | Supertramp |Credence | Simon and Garfunkel | Genesis | The Clash

No Resenhando você encontra resenhas de todos os gêneros literários.

Deixe o seu comentário

comentários

Publicado em

Deixe seu comentário