Em “Entre 3 segredos”, segundo livro da trilogia “Entre 3 mundos”, a autora mineira Lavínia Rocha apresenta aos leitores uma escrita mais madura, sem perder a leveza e a delicadeza de quem escreve para o público infanto-juvenil. A protagonista Lisa também surge mais evoluída e segura de si, sendo, agora, obrigada a se dividir entre os três mundos.  

É muito interessante a analogia criada por Lavínia ao comparar a intolerância entre Norte e Sul, que vivem divididos e se odeiam (tem explicação sobre essa separação aqui), aos discursos de ódio que presenciamos com infeliz frequência no dia a dia. Ao longo do livro, a autora, por meio das personagens Nina e Lisa, se mostra engajada em diversos movimentos contra o preconceito e a intolerância. O feminismo e luta contra o racismo se fazem presentes em todo o enredo. Lisa assume de vez seu cabelo cacheado e sua pele negra, já que antes se considerava parda.

É um pouco complicado falar de continuações literárias sem dar spoilers de livros anteriores. Recomendo que você leia a resenha de “Entre 3 mundos” e depois corre de volta pra cá. =)

Voltando a “Entre 3 segredos”, Lisa tem agora que lidar com muita coisa. A descoberta do primeiro amor é muito poética, mas não é nada fácil. A mudança radical pela qual sua vida passou é ainda mais complicada e viver entre três mundos é mais difícil do que nossa protagonista imaginava. Novamente, nos encontramos com Dan, Marco, Sol e Nina, os amigos inseparáveis de Lisa. Juntos, eles são o melhor “quinteto fantástico” do mundo meio mágico, mas isso tem algumas variáveis ao longo da trama. Outros personagens, pouco significantes no primeiro livro, ganham papéis muito importantes na história e reviravoltas não faltam.

Depois de ler os primeiros livros de Lavínia Rocha, posso dizer sobre seu crescimento como escritora, sem desmerecer, é claro, os outros títulos assinados por ela, que também merecem a leitura. Ainda me surpreendo que Lavínia tenha apenas 20 anos. Seu empoderamento e sua visão de que o mundo pode ser melhor (isso representado na história por sua vontade de melhorar os três mundos) merecem ser ressaltados. Por fim, preciso dizer que recomendo muito a leitura da série literária “Entre 3 mundos”, não só para adolescentes e jovens, mas para qualquer público que queira ter uma leitura delícia, com intrigas, amorzinhos, fantasia e muito mistério. Estou ansiosa pelo próximo lançamento!

Siga a autora Lavínia Rocha no Facebook. Tem resenha dos outros livros dela aqui.

Deixe o seu comentário

comentários

Deixe seu comentário