Curtas de animação para te inspirar na quarentena

Colocar a leitura e as séries em dia, ver filmes e documentários, são excelentes opções para vencer a quarentena. Que tal acrescentar a listinha de “coisas para fazer” assistir curtas de animação?

A dura realidade dos brasileiros ganhou dois novos elementos que mudaram completamente a rotina. A quarentena e o Coronavírus já fazem parte do nosso dia a dia, e o desafio é se reinventar para passar o tempo, se entreter e manter a saúde emocional em dia.

Desestressar, ficar quieto em casa, não é tudo ruim se a nossa volta, à espreita, não tivesse um dos vírus mais mortais que a sociedade moderna já presenciou. Com isso, a quarentena é tensa e para torna-la menos pesada, uma boa dica é explorar todo o entretenimento que temos a disposição, e que nem sempre tínhamos tempo para apreciar.

Os curtas de animação transmitem mensagens importantes e valorosas em poucos minutos. São intensos, e sempre ganham muito destaque em épocas próximas ao Oscar. O legal é que eles estão disponíveis e de graça na internet o tempo todo, ao alcance de um clique.

Se você é desses que não tempo, nem paciência para longas horas de cinema, separamos 11 curtas de animação para te inspirar e ajudar a passar o tempo na quarentena.

Vida Maria (2017) | Brasil

Já falamos sobre esse curta aqui e os diversos prêmios que recebidos. É uma produção nacional que narra de maneira sutil e até mesmo lúdica, o ciclo da vida de gerações de brasileiros que nascem, crescem e morrem sem qualquer chance de mudar o rumo de suas vidas.

Destaca principalmente como a falta de oportunidades e o acesso à educação minam o futuro das mulheres, diversas Marias, brasileiras. Um choque de realidade necessário para abrir portas para um futuro e uma perspectiva de vida diferentes para elas. Quebrar esse ciclo é extremamente importante. 

Cuerdas (2014) | Espanha

Cuerdas foi o vencedor do Prêmio Goya 2014 na categoria de Melhor curta-metragem de animação espanhola.

A historinha se passa em um Orfanato e destaca a amizade e a força de vontade da pequena Maria com o seu novo amigo. O novato é deficiente físico, além de não andar, ele também não fala e não mexe as mãos. Isso faz com que as outras crianças ignorem o menino, menos Maria, que faz de tudo para incluí-lo em todas as brincadeiras e tornar seus dias melhores.

É uma história emocionante e muito singela, mas com grandes reflexões para os espectadores de qualquer idade. Os laços que fazemos podem marcar a vida para sempre, formar nosso caráter e nortear as decisões futuras.  

O curta explora a pureza da criança, entregando uma linda história de amizade e inclusão. Amor, empatia, esperança e amizade, são ensinamentos válidos a todos.

Hair Love (2020) | EUA

O vencedor do Oscar de 2020, veio com muita representatividade, trazendo personagens negros e um reforço nos valores familiares, principalmente na relação pai e filha. 

No curta, o pai da pequena Zuri precisa fazer um penteado em seu cabelo afro para um momento importante que a menininha viverá naquele dia. É inevitável o questionamento sobre a ausência da mãe e se o pai dará conta ou não da missão.

É lindo! Vale a pena assistir.

Father and Daughter (2001) | Holanda

O curta-metragem holandês, foi o vencedor do Oscar de 2001. É uma linda lição de amor e persistência, com uma combinação perfeita de trilha sonora e passagem de tempo.

Sem nome, sem diálogo, acompanhamos a história de uma menina que vê seu pai desaparecer no mar. Todos os dias, e nos  momentos mais marcantes de sua vida, ele nunca foi esquecido, fazendo com que ela retorne ao mesmo local em busca de respostas.

O laço de amor que une pai e filha não se desfaz, pelo contrário, se reforça a cada passagem de tempo. 

How Unexpected: Coisas do destino (2014) | Canadá

Em uma dinâmica bem dia a dia, explorando cenas comuns do cotidiano, sons, vestimentas e cenário, um homem e uma mulher se encontram diariamente em um ponto de ônibus.

Ela, sempre prevenida, está preparadíssima para todas as surpresas que o dia lhe reservar. Chuva, frio, e até enchente são algumas das coisas que o destino prepara para o casal e também para nós, não é mesmo? Quem nunca foi surpreendido com um fim de tarde chuvoso ou aquela frente fria repentina. Coisas do destino, talvez? Mas o fato é que ao observar essa incrível mulher, algo mudará na vida do homem.

Bao (2018) | EUA

O tom de realidade impressiona nesse curta. É a história de uma mulher que enxerga em um bolinho, uma criança e passa a cuidar dele como se fosse seu filho.

Como todas as mães fazem, ela o protege, alimenta, dá carinho, vê o “filho” crescer e consequentemente, bolinho ou humano, perde-lo para o mundo é inevitável. É o ciclo natural da vida que, para muitas mães é difícil de lidar. 

O curta aborda a chamada “síndrome do ninho vazio” de maneira despretensiosa e ágil, cumprindo seu papel em pouco menos de 3 minutos.

Guida (2016) |Brasil

Sensível, tocante e real. O premiado curta dirigido por Rosana Urbes, apresenta Guida uma mulher brasileira, imperfeita, trabalhadora, solteira, que decide, no auge da sua maturidade se desprender de todos os rótulos acumulados em uma vida e se tornar uma modelo vivo, posando totalmente nua para vários pintores.

O curta toca fundo na autoestima e auto aceitação feminina.

El vendedor de Humo (2013) | Espanha

Na tradução literal um “Vendedor de Fumaça” chega espalhafatosamente a um pequeno vilarejo. Ele tenta despertar a atenção da população local de todas as formas, porém, inicialmente sem sucesso. Nada que o ilusionista faça é capaz de atrair o público local, embora seus truques, a base de muita fumaça colorida, sejam bem legais.

Aos poucos, ele começa a transformar objetos e pessoas e conquistar a confiança dos locais, até que algo dá errado para todos.

Ao satisfazer os desejos mais ambiciosos dos locais, o Vendedor de Fumaça mostra o quão passageiro e fúteis podem ser alguns sonhos.

Sociedade do consumo (2017) | Inglaterra

O consumo, a moda, os padrões, as tecnologias resultam em sua maioria, na destruição do meio ambiente com a incessante e inescrupulosa exploração de recursos.

Sociedade do consumo é um curta do ilustrador inglês Steve Cuts, um crítico ferrenho do sistema de produção, que destaca em suas animações a soberba do comportamento humano e a necessidade de proteger o meio ambiente.

O site Buzzfeed fez uma entrevista bem interessante com ele. Vejam aqui. 

The present (2016) | Alemanha

Será que um presente inesperado será capaz de separar um adolescente do seu precioso videogame e enfim tirá-lo de casa?

Essa é a premissa do premiado curta de animação The Present. Uma curiosidade! A animação alemã foi baseada em uma HQ do brasileiro Fabio Coala.

O momento que estamos vivendo nos faz refletir sobre tantas coisas, principalmente sobre o nosso futuro e como sairemos depois que tudo isso passar. Porque vai passar! Tenha fé!

Continue navegando clicando AQUI

Deixe o seu comentário

comentários

Deixe seu comentário