Reflexões em tempos de Coronavírus  

Tem sido dias difíceis, de muita insegurança, incertezas e de grandes reflexões em tempos de Coronavírus. Precisamos seguir com fé e esperança!

Já parou para pensar como esses dias difíceis de pandemia tem nos convidado a fazer reflexões diversas sobre nossa vida? 

Não tem sido fácil para ninguém lidar com a incerteza e o medo causados pelo novo Covid-19Ficar longe de quem amamos nos mostra o quanto a presença de pessoas queridas é importante para nossa vida.

Não poder sequer dar um aperto de mão nos mostra como pequenos gestos são importantes. 

Ver o ar mais puro e as águas mais limpas nos mostra como causamos tanto mal a natureza vivendo como vivemos até hoje.

Ver depoimentos de pessoas ricas dizendo que mesmo com tanto dinheiro perderam um ente querido buscando algo que é de graça como o ar, nos ensina que saúde não pode ser comprada.

Ver a solidariedade das pessoas em prol dos mais necessitados nos mostra como ainda existe amor no mundo. Ao mesmo tempo ver aqueles que dizem que o dinheiro é mais importante do que 3 ou 4 mil mortes, nos mostra como a humanidade tem ainda muito o que aprender para evoluir.

Entretanto, também temos visto muitos profissionais não largando seus postos de trabalho e arriscando a vida para cuidar de outras pessoas. Essas atitudes nos fazem acreditar na humanidade e ver como existe amor dentro de cada um.

Temos vivido tempos em que pessoas morrem sozinhas em uma cama de hospital e se despedem dos seus familiares por telas de tablets ou celulares.

São tempos em que famílias não podem velar seus mortos e em alguns lugares nem mesmo enterrar.

Aquele velho ditado que minha vó dizia “ninguém tem estrela na testa” nunca fez tanto sentido como agora. Não conseguimos ver o inimigo e não sabemos quem está contaminado. Temos que nos isolar para não colocar quem amamos em risco mesmo achando que estamos saudáveis.

Seguimos isolados, sem saber como será o dia de amanhã. Mas podemos aproveitar o pouco que já aprendemos com esse vírus e viver o dia de hoje como se fosse o último.

Mostre seu amor para quem você ama, se não é possível abraçar ligue ou mande mensagem. Brinque com seus filhos, mesmo que esteja cansado, aproveite o momento e crie memórias.

Vamos seguir com fé e na esperança de dias melhores!

Veja mais histórias e aprendizados de mães clicando aqui. 

A coluna LiteralMente,mae! é publicada quinzenalmente aos domingos. As opiniões e fatos não refletem necessariamente a opinião de todas as mães, mas sim a vivência da colunista.

Quer trocar experiências comigo? Envie e-mail para gabriela@literalmenteuai.com.br

Deixe o seu comentário

comentários

Deixe seu comentário