Vamos cuidar da nossa saúde mental, mamães?

Já percebemos que 2020 veio para mudar o mundo, e mudar também as formas de trabalho e de relação familiar. Diante de tantas mudanças precisamos ressaltar a importância de ter um cuidado especial com sua saúde mental.

O isolamento social é o momento de muitas mamães trabalharem de casa, outras irem para o serviço com o medo de trazer a doença para o seu lar, conciliar esse serviço com as tarefas domésticas, o cuidado com os filhos, medo de um inimigo invisível como o coronavírus e ainda assim ter produtividade no trabalho.

Conciliar tudo isso e ainda se sentir plena e equilibrada não é fácil, mas temos visto mais uma vez a força das mulheres seguindo fortes neste tempo difícil de pandemia. 

Manter uma criança presa e entretida dentro de casa não é tarefa fácil e quando você tem que trabalhar 8 horas por dia essa tarefa fica ainda mais complicada.

Mesmo com várias dicas de como ter uma rotina mais correta no home office, quem é mãe sabe que não é tão fácil assim.

Não se sinta obrigada a dar conta de tudo sem se sentir cansada ou chorar quando tudo parece estar fora do lugar. 

Você pode e deve chorar quando se sentir mal, isso não é fracasso, é só uma pausa para voltar ainda mais forte.

As escolas e especialistas passam mil atividades para entreter as crianças, mas e quando falta tempo para praticar as atividades no dia a dia?  É difícil responder para seu filho que você não pode brincar agora, mas tem momentos que essa é a única resposta e está tudo certo!

Esse tempo vai passar, o mundo está se reinventando e nós vamos sair ainda mais fortes dessa pandemia. Enquanto estamos vivendo assim, tente viver de forma leve e não se cobre tanto.

Tudo bem passar um dia com a pia cheia de louça. Tá tudo certo deixar seu filho um tempo maior com o celular ou na TV. Não tem problema pedir um minuto em uma reunião de trabalho se o seu filho te gritar do banheiro ou se machucar bem na hora de uma reunião. 

Falo desse ponto por experiência própria, vivi recentemente com a Maria essa última situação. 

No meio de uma reunião de trabalho ela me grita e diz: “Mamãe, vem me limpar porque fiz cocô”. No primeiro momento eu gelei e por um segundo me senti perdida, mas pedi um minuto, limpei e conversei com ela e voltei para a reunião. Deu tudo certo e o máximo que rendeu foram algumas boas risadas.

Por isso eu te digo: cuide de você e se cobre menos! 

Tire um tempinho para respirar fundo, tomar um banho mais demorado, curtir aquela música que te anima, tomar uma taça daquela bebida que você gosta.

Não passe os dias se julgando e achando que você poderia fazer mais, aprender mais e se ocupar com outras mil atividades.

Você está fazendo o seu melhor, e tudo vai ficar bem! Pense que esse momento é uma oportunidade de crescer com os erros e acertos desse tempo. 

Viva com amor e lembre-se que estamos juntas!

Veja mais histórias e aprendizados de mães clicando aqui. 

A coluna LiteralMente,mae! é publicada quinzenalmente aos domingos. As opiniões e fatos não refletem necessariamente a opinião de todas as mães, mas sim a vivência da colunista.

Quer trocar experiências comigo? Envie e-mail para gabriela@literalmenteuai.com.br

Deixe o seu comentário

comentários

Deixe seu comentário