Fundação Bunge promove lives com escritores e contadores de histórias 

Transmissões acontecerão em período de resguardo, de 21 a 29 de março, em dias intercalados, sempre às 11h
Em tempos de isolamento por conta da pandemia do novo coronavírus, a Fundação Bunge criou, no Dia do Contador de Histórias, uma rede de leitura em que escritores, contadores de histórias, mediadores de leitura e voluntários do programa corporativo da Bunge compartilharão suas experiências por meio de transmissões online no Facebook.

O objetivo da iniciativa é usar a literatura para conectar pessoas durante o período de resguardo de uma maneira interativa e educativa. As ‘lives’ acontecerão entre 21 e 29 de março, em dias intercalados, sempre às 11h, com a mediação de um especialista no tema.

Promotora do hábito de leitura e contação de histórias, a Fundação Bunge possui o programa Semear Leitores, que visa estimular o contato da criança com os livros de maneira prazerosa. Para isso, a entidade, em parceria com poder público ou empresas parceiras, aposta na oferta de espaços acolhedores e lúdicos, projetados especialmente para facilitar o acesso aos livros.

Outro programa da Fundação Bunge relacionado à ação é o Comunidade Educativa, que estimula colaboradores da Bunge a valorizarem o trabalho comunitário em municípios onde a empresa está presente. A iniciativa conta com mais de 700 voluntários, de 14 localidades, que tem até 2 horas semanais de trabalho para desenvolver atividades lúdicas e culturais em escolas, abrigos de crianças e idosos, espaços comunitários e os espaços de leitura Semear Leitores.

Confira a programação das lives:

25/3 – 11h – Arte Negus – grupo fundado em 2007 que soma comicidade, oralidade e os saberes populares como campo de referência estética e conceitual. O grupo realiza atividades artísticas em diferentes segmentos, sendo eles Artes Cênicas, Narração de Histórias, Artes Visuais e Literatura.

27/3 – 11h – Leandro Calado – palhaço e cofundador da Cia Mimicalado, que nasceu em 2002 e já se apresentou em diversos circos pelo mundo. A intenção do projeto é levar arte com muito carinho e respeito pelo público, acreditando na transformação em contato direto com o espectador.

29/3 – 11h – Samara Rosa – contadora de histórias e bonequeira. Responsável pela página “Rosas Negras”, de bonecas de pano negras e sobre representatividade na infância.

Mais novidades do mundo literário, clique aqui

Deixe o seu comentário

comentários

Deixe seu comentário