A mistura de sentimento de quem faz aniversário na quarentena

Da nostalgia a gratidão, a mistura de sentimentos é ampla ao comemorar um aniversário na quarentena.

Aquele ditado de que o futuro a Deus pertence nunca fez tanto sentido para o mundo como neste ano de 2020.

O ano começa e logo já planejamos várias comemorações. É aniversário dos filhos, de amigos, de familiares e o nosso! Seja uma grande festa, ou apenas, uma reunião com amigos em uma mesa de bar. Mas programamos, porque brasileiro gosta de festa, gosta de aglomerar e gosta muito de abraços.

De repente, chega um tal de Coronavírus e transforma todas as comemorações. Ele faz o abraço virtual ser aceito e uma chamada de vídeo para cantar aniversário encher o coração de alegria.

Tenho um priminho que completou 9 anos no início do mês e disse a mãe dele que estava muito triste porque as pessoas não estariam lá com ele. A mamãe que sempre quer a alegria do seu filho, deu logo um jeito de convidar todo mundo e em um parabéns virtual. E tenha certeza que o sorriso dele foi a coisa mais linda de se ver!

É minha vez de experimentar esse sentimento. Eu sempre amei fazer aniversário, me sinto especial e amada nesse dia. Sempre tive algum tipo de comemoração e ganhei muitos abraços.

Esse ano a semana já começou diferente. Não tive a ansiedade como todos os anos, e em alguns momentos até me esquecia de que o dia estava chegando.

Mas, hoje 31/05, que é o meu dia, acordei com o coração transbordando de gratidão por estar viva, por ter a minha família saudável e ao meu lado. Por não ter ninguém próximo em uma cama de hospital, que é o grande medo do mundo atualmente.

As lembranças do face já me fizeram ter um aperto no peito querendo de novo tantos momentos já vividos. Estou sentindo saudade dos abraços que não vou ganhar, uma nostalgia grande de lembrar das comemorações cheias de amigos. Uma tristeza ao pensar que muitos estão completando mais um ano em uma cama de hospital ou nem tiveram a oportunidade de completar.😔

São muitos sentimentos, mas a GRATIDÃO é a que grita mais alto. Eu não tenho palavras para agradecer a Deus por ter cada um dos meus familiares ao meu lado, por completar mais um ano cheia de SAÚDE. E por existir a tecnologia que traz para perto quem está longe, e faz os abraços virtuais virem cheios de amor e força para o nosso coração ficar feliz.

OBS: Ao finalizar essa coluna já ouvi a vozinha da Maria me chamando “mamãe”, e a gratidão só aumentou. Porque a vida dela é o maior presente da minha vida.❤

Vamos nos reinventando, vivendo novos tempos, comemorando aniversários na quarentena e ficando em casa para cuidar da saúde de quem amamos!

Veja mais histórias e aprendizados de mães clicando aqui. 

A coluna LiteralMente,mae! é publicada quinzenalmente aos domingos. As opiniões e fatos não refletem necessariamente a opinião de todas as mães, mas sim a vivência da colunista.

Quer trocar experiências comigo? Envie e-mail para gabriela@literalmenteuai.com.br

Deixe o seu comentário

comentários

Deixe seu comentário