Fundação Dorina Nowill para Cegos produz 2 mil coleções com livros acessíveis para o Programa Leia para uma Criança

Sede da maior gráfica braile da América Latina, a Fundação Dorina Nowill para Cegos contribui com a acessibilidade de 2 mil coleções com livros acessíveis da décima edição do Leia para uma Criança.
Com mais de 70 anos de atuação em prol da inclusão das pessoas com deficiência, a entidade contribui para que a iniciativa do Itaú Unibanco e Itaú Social seja acessível também para crianças e pais cegos ou com baixa visão através das versões impressas em braile e fonte ampliada em cor.
Em 2020, o Leia para uma Criança traz para as pessoas com deficiência visual os títulos “Com que roupa irei para a festa do rei?”, do autor Tino Freitas e da ilustradora Ionit Zilberman, e “A visita”, de Antje Damm.
No total, foram produzidas 2 mil coleções acessíveis, contendo exemplares destes dois títulos, folheto com dicas de leitura e folheto explicativo sobre como higienizar os livros após serem entregues em casa como medida protetora contra a Covid-19.
Para saber mais sobre as soluções em acessibilidade, acesse o site. Quem tiver interesse em receber o kit da campanha deve se cadastrar através do site do projeto para receber os livros em casa.
Mais novidades do mundo literário, clique aqui

Deixe o seu comentário

comentários

Deixe seu comentário