TerrivelMente de hoje vai te indicar uma franquia que até pouco tempo muita gente nem sabia que se tratava de uma franquia: Cloverfield. Recentemente a Netflix lançou quase de surpresa o terceiro filme, Cloverfield – Paradox. Durante o intervalo do Super Bowl a empresa lançou o trailer do longa e informou que ele já estava disponível na plataforma, sem aviso prévio nem nada. É claro que houve um enorme frenesi e as pessoas correram para conferir.

A franquia teve início em 2008 com Cloverfield – Monstro, produzido por J.J. Abrams e dirigido por Matt Reeves e acompanha cinco amigos que estão fazendo uma festa de despedida para um deles em NY quando um verdadeiro caos tem início na cidade, com enormes explosões, apagões e o surgimento de uma coisa a mais: monstros dos mais variados. Filmado no estilo Found Footage (câmera na mão) o filme foi relativamente bem recebido pela crítica e pelo público em geral.

Veja o trailer de Cloverfield Monstro:

Em 2016 estreou Rua Cloverfiled 10, dirigido por Dan Trachtenberg e novamente com a produção do J.J. Abrams. O longa narra a história de Michelle, que viajando por uma estrada de Luisiana, ouve no rádio que grandes apagões e explosões estão ocorrendo nas grandes cidades. Distraída em conversa com o noivo, ela acaba sofrendo um acidente e acorda dentro de uma espécie de abrigo. Detalhe, ela está acorrentada e compartilha o local com dois homens, sendo que um deles insiste que ali estarão protegidos, já que o ar lá fora agora está completamente contaminado. Desesperada, com medo e muito desconfiada, ela começa a buscar meios de sair daquele local.

Veja o trailer:

O terceiro filme, Cloverfiled Paradox, dirigido por Julius Onah e novamente produzido por Abrams, trouxe uma temática diferente. A trama agora se passa no espaço, em uma estação espacial composta por astronautas de vários países que estão tentando ativar um acelerador de partículas que tem potencial para criar energia ilimitada e resolver problemas mundiais de falta de energia. Entretanto, a primeira tentativa dá errado e acaba levando os astronautas para uma realidade alternativa onde absolutamente tudo é possível.  

Veja o trailer de The Cloverfield Paradox:

Para os mais atentos muitos easter eggs entre as três histórias ficaram perceptíveis, o que só reforça a teoria que os filmes se passam no mesmo universo, com múltiplas linhas do tempo sendo abertas, o que pode explicar que fatos do terceiro filme possam ter desencadeado acontecimentos do primeiro. Além disso, um quarto filme da franquia já está em fase final de produção com o título provisório de “Cloverfield – Overlord” e situada na Segunda Guerra Mundial (já estou me coçando de ansiedade). A previsão de estreia é para este ano.

Quer entender um pouco mais sobre as linhas temporais da franquia? Confira esse vídeo explicativo do canal CinePop. 

Confira outros posts da coluna TerrivelMente!

Até a próxima! =) 

As opiniões expressadas aqui são exclusivas da colunista. Entre em contato pelo e-mail josiane@literalmenteuai.com.br

Deixe o seu comentário

comentários

Deixe seu comentário