Carreira e filhos: entenda como as empresas mais flexíveis ajudam nessa relação

Conciliar carreira e filhos é sempre uma tarefa complicada. Os dois exigem dedicação e tempo, e nós mamães vamos nos dividindo, correndo de um lado para outro se esforçando para no fim das contas executarmos essa tarefa com maestria.

As mulheres dominaram o mundo! Estão em todas as profissões, todos os níveis de hierarquia dentro das empresas, e ainda conseguem ser a mamãe mais presente possível na vida dos filhos.

Entretanto, na nossa visão nem sempre é bem assim. Geralmente, vai existir uma culpa por não estarmos ao lado dos nossos filhos em algum momento específico, justamente por estar trabalhando. Mesmo cientes de que estamos fazendo o melhor pensando neles.

Mãe é assim, se culpa por tudo, quer dar conta de tudo, às vezes desmorona, e é normal, mas logo veste sua capa de mulher maravilha e vai todos os dias conquistar o mundo.

É nesse momento que as empresas precisam enxergar que podem ser grandes aliadas na vida das mães e ajudar essa relação entre carreira e filhos ser mais leve e mais fácil. Como retorno elas terão uma funcionária grata, dedicada e com um ótimo controle emocional para tocar seu trabalho e arrasar.

Essa semana completei dois anos de trabalho em uma startup com horários flexíveis, líderes humanos e preocupados com os funcionários.Todos os dias agradeço a Deus por ter essa oportunidade, e a cada dia me sinto mais realizada na relação entre carreira e filhos.

Se a empresa dificulta essa relação, não é flexível e coloca empecilhos para a mulher realizar suas tarefas de mãe, ela terá uma funcionária desmotivada, infeliz e com certeza isso afetará a qualidade no trabalho!

É momento das empresas entenderem que ao serem mais humanas e flexíveis estão construindo um exército imbatível de colaboradoras!

Veja mais histórias e aprendizados de mães clicando aqui. 

A coluna LiteralMente,mae! é publicada quinzenalmente aos domingos. As opiniões e fatos não refletem necessariamente a opinião de todas as mães, mas sim a vivência da colunista.

Quer trocar experiências comigo? Envie e-mail para gabriela@literalmenteuai.com.br

Deixe o seu comentário

comentários

Deixe seu comentário