Divulgação

A vida é um jogo: Tande lança livro biográfico em BH

O ex-atleta esteve na livraria leitura do shopping Pátio Savassi para noite de autógrafos da sua mais nova jogada.

Conhecido no Brasil e no mundo como um dos melhores jogadores de vôlei, Tande agora envereda por outros caminhos, os da literatura. Ele já passou pelo vôlei de praia, de quadra e foi medalhista de Ouro Olímpico. Atualmente, além de empresário e palestrante, Tande trabalha na rede Globo como comentarista esportivo.

Abordando um pouco além da sua biografia, no livro de Tande fala sobre como o esporte pode ser um fator de grande ajuda para impulsionar a vida das pessoas, até mesmo quem não se interessa muito por esportes. Como a disciplina, perseverança e garra esportiva podem ser também aplicadas na forma como conduzimos nossa vida.

O Literalmente esteve presente no lançamento e conversou rapidamente com o jogador, que nos atendeu com muita simpatia antes de iniciar a sessão de fotos e autógrafos. Confira um pouco dessa entrevista.

Medalhista, apresentador, comentarista, empreendedor e agora escritor. De onde surgiu essa vontade ou necessidade de escrever um livro?

Tande: Na verdade nunca tinha surgido, geralmente atletas são mais preguiçosos nesse quesito… eu não conseguia concluir meus estudos, por causa do alto rendimento, mas isso não quer dizer que eu não soube me reinventar. Eu morria de medo do que eu faria quando parasse de jogar voleibol. Então, enquanto eu era produtivo, eu fui investindo e empreendendo.  Sociedade no Spoleto, rede de academia Body Tech, fui investindo porque eu sabia que em algum momento minha profissão curta de esportista acabaria. Então me preparei, me planejei para quando acabasse, eu não sentisse tanto. A partir desse momento, volta e meia as pessoas me perguntavam: ‘Tande por que  não escreve um livro?’ Giovane tinha escrito lá atrás, logo depois do título olímpico, Bernardinho, Giba, Serginho, grande amigos meus e outros ídolos do esporte. E aí eu comecei a refletir sobre o momento que o Brasil está vivendo, as pessoas  estão com autoestima baixa, sem acreditar no seu potencial, e que a importância da reinvenção de toda minha historia podia virar uma coisa legal. Então eu escrevi uma autobiografia em que a todo momento eu me reporto a essa coisa da reinvenção e superação.

Além de reinvenção, se reentender, o que as pessoas vão encontrar nessas páginas?

Tande: A minha história, a história da minha família, coisas engraçadas, momentos emocionantes. Não poderia ficar de fora nossa primeira medalha de ouro em esportes coletivos do Brasil. Algumas coisas dos bastidores até conquistarmos aquele título, a mudança para o vôlei de praia, trocando o certo pelo incerto, se de repente continuasse  na quadra eu poderia não ter redigido uma sequência da minha história. Fui campeão e rei da praia! Passagem pela rede Globo, continuo me reinventando, então a história vai mostrando essas mudanças, automaticamente, remete para o mundo corporativo.

Como que você pretende cativar as pessoas que não a conhecem? O que você acha tem no livro que fará as pessoas gostarem?

Tande: Eu acho que é justamente para quem não me conhece. Porque como eles não têm expectativa nenhuma, eles começam a se deparar com realidade também da vida deles. Eles vão ter oportunidade de fazer uma autoanalise da sua história também. As pessoas que me conhecem se surpreenderam com o livro, meus amigos que temos até  um grupo, ficaram surpresos porque achavam que ia ter só voleibol. Mas tem a história de um cara que vem se reinventando na vida, que tem uma gratidão absurda por tudo e todos que fizeram sua historia lá atrás e hoje em dia eu colhi o fruto e a molecada toda continua colhendo o fruto também, em prol do nosso esporte. É muito mais que um livro sobre vôlei.

Capa ‘A vida é um jogo’

Como foi o processo para escolher o que entraria no livro?

Tande: Milhões de coisas ficaram de fora. Milhões de coisas!  Eu fiz como se fosse a seleção para uma Olimpíada, como quem seleciona os melhores atletas. Quais vão atingir mais as pessoas, foi isso que entrou. As coisas escolhidas são um pouco do outro lado, um pouco do legado que a gente tem que deixar, para não levar tudo consigo. São coisas legais, frases legais. Se eu puder emocionar uma pessoa, transformar vida de uma pessoa com esse livro, para mim já vale a pena.

Você já inspirou e inspira muitos jovens por meio da dedicação, da disciplina, do exemplo esportivo. Como você pretende inspirar agora também por meio da literatura?

Tande: Isso é fundamental. Hoje em dia, você vê as pessoas procurando muita coisa digital, mas acho que não tem preço você pegar um livro, abrir, ler, voltar quantas vezes você tiver vontade. Isso é muito bonito. Ter uma livraria, a possibilidade de construir histórias. Livros são legados para passar de geração em geração. Meus netos poderem ver e pensar que o avô tem um livro, isso é muito bacana. E nada melhor que um país culto e os livros são o primeiro caminho. O esporte, junto com cultura educação, são fundamentais para o futuro do país.

O livro A vida é um jogo é uma publicação do selo Agir da Editora Ediouro.

Mais novidades do mundo literário, clique aqui

Deixe o seu comentário

comentários

Deixe seu comentário