Caverna Interior

OOOHH Céus!!

O que me aguardas?

Tenho medo

Não vejo a frente

Também não gostaria

Poderia me enlouquecer

Vivendo as sombras do destino

Sou apenas um ser

Dentre tantos outros

Ao mesmo tanto

Que não sou igual

Sou especial

Quanto qualquer outro

Não desejo a morte

Porém, não há escapatória

Não desejei a vida

Mas a recebi

Não sei se há

Um Destino ,uma Missão

Um Deus, um Paraíso

Uma Ressurreição, um Espírito

De certa forma

Vivemos dentro de

Nossa própria caverna

Até porque

Não sabemos muito afinal

Quem sabe porquê

Luz demais ofusca a visão…

O que sabemos é

Aquilo que escolhemos

Para acreditar e nos guiar

Seja uma missão ou um propósito

Se manter fiel aos nossos valores

Para quando chegar a morte

Encará-la de frente e mostrar o seu melhor sorriso!

 

Gostou do que leu? Clique aqui para muito mais… leia…releia…poesia busca construir sentidos a partir de poucas palavras U.U!!!

Deixe o seu comentário

comentários

Deixe seu comentário