Comportamento dos filhos piora perto da mãe: Como lidar com essa mudança?

Se tem uma pergunta que muitas pessoas já fizeram é: porque o comportamento dos filhos piora perto das mães?

Essa piora é fato! Basta a mãe chegar perto para que a criança chore o que não tinha chorado, e se transforme em “outra criança” como dizem as pessoas.

Conforme informação da revista Pais e Filhos, um estudo divulgou que as criança pioram 800% quando chegam perto da mãe, e se for menor de 10 anos essa piora aumenta para 1600%.

Mas será que são só as crianças, ou isso é uma atitude de filhos em qualquer idade?

Pare agora e pense nos seus momentos com a sua mãe. Tente reviver alguma situação difícil que você tenha passado e tenha sido forte, mas como foi quando chegou perto dela?

Eu particularmente tenho uma bem forte. Quando meu pai faleceu, estávamos eu e minha irmã ao lado dele, no momento em que ele parou de respirar eu só soube rezar, fiquei paralisada e me sentindo forte, cuidei da minha irmã que chegou a passar mal e fiquei ali meio que sem reação. Mas bastou  eu me aproximar da minha mãe, encontrar meu porto seguro que eu desabei.

Meu chão sumiu,  eu comecei a chorar, vomitar, tremer… não sabia o porquê daquela reação, mas coloquei pra fora tudo o que sentia.

Até umas semanas atrás eu pensava que essa reação tinha sido o momento em que a “ficha caiu”, mas depois de estudar mais sobre essa relação de comportamento dos filhos, pude perceber como todos os meus momentos de maior demonstração de fraqueza foram ao lado dela.

Se muitas vezes os adultos não conseguem administrar esse sentimento imagina uma criança.

Por isso, é importante que nós mães, tenhamos esse entendimento com relação a piora de comportamento. É cientificamente comprovada. Conforme vários textos de estudiosos do assunto, os filhos encontram na presença das mães a segurança necessária para expor seus sentimentos e frustrações.  

Ter a informação sobre como as crianças se sentem, sobre como elas descarregam a carga emocional que guardam inconscientemente quando estão longe e descontam em nós, nos ajuda a lidar melhor com esses momentos.

É claro que não vamos ser permissivas e admitir todas as pirraças só porque tem alguma razão, mas vamos olhar a situação com mais calma e saber como lidar com essa etapa.

O encontro de uma mãe cansada ao chegar em casa com uma birra do nada de um filho que estava ótimo até a sua chegada, é  delicado e difícil, mas cabe a nós sabedoria pra lidar com isso.

Eu passo por isso com a Maria praticamente todos os dias. Mas é fundamental lembrar que esse é o momento de respirar, acolher e saber que vai passar.

Se você também se identificou com esse momento aproveite também para ler sobre as minhas experiências e primeiras vezes.  

Malhando com os filhos

Cinema com os filhos

Carnaval e filhos 2018

Passeios noturnos com as crianças

Copa do Mundo: Um amor de gerações

 

A coluna LiteralMente,mae! é publicada quinzenalmente aos domingos. As opiniões e fatos não refletem necessariamente a opinião de todas as mães, mas sim a vivência da colunista.

Quer trocar experiências comigo? Envie e-mail para gabriela@literalmenteuai.com.br

Deixe o seu comentário

comentários

Deixe seu comentário