Um dia que é perfeito para uns pode não ser para outros. Reflitam!

Quem nunca teve aquele crush instantâneo em alguém? Todo mundo já teve, né? Mas o que a gente faz quando não é correspondido? Em geral, parte pra outra, popularmente conhecido como: “segue o baile”! Mas este livro vai mostrar que tem gente que não consegue desapegar e aí, acaba cometendo loucuras em nome do ‘amor’. Estamos falando do livro “Dias Perfeitos”, do escritor brasileiro Raphael Montes, a obra projetou o nosso autor do mês no cenário literário internacional sendo traduzido para mais de 10 países. Abaixo algumas capas de “Dias Perfeitos” pelo mundo. 

Na narrativa, Téo, um estudante de medicina, sem amigos, muito antissocial e todo certinho, se apaixona à primeira vista por Clarice, uma jovem completamente diferente dele, independente, alto astral, depreendida de convenções, cheia de amigos e amores. Clarice e Téo não têm nada a ver, mas mesmo assim ele se apaixona pela garota e acha que ela só vai precisar de um empurrãozinho pra se apaixonar por ele.  Assim, ele embarca em uma empreitada de atos insanos e inacreditáveis, que vão ganhando proporções cada vez maiores, até chegar ao momento em que, você leitor, se perguntará, se aquilo está mesmo acontecendo. Téo é um personagem indigesto, chato e que, na maioria das vezes vai te deixar possesso de raiva. Contudo, é muito interessante ver como ele vai desenvolvendo diversas novas facetas e capacidades. Raphael te coloca dentro da mente do psicopata Téo e é muito interessante ver como ele pensa, e principalmente como tudo que faz é tão natural pra ele.

A trama criada por Raphael é absolutamente ágil da primeira a última página. Não há aquele momento que o texto fica enfadonho, sempre há uma reviravolta. Com competência excepcional, o autor cria uma atmosfera tensa e intrigante. Ele tem uma incrível habilidade de descrever momentos de extrema tensão ou situações que arrepiam o cabelo da nuca, como se descrevesse as cores de um campo florido.

“Dias perfeitos” é um livro que não tem dó do leitor e vai mostrar como as pessoas são capazes das maiores atrocidades em nome do que chamam de “amor”. 

Raphael Montes é o nosso autor do mês de novembro. Veja mais aqui!

Deixe o seu comentário

comentários

Deixe seu comentário