Perdido Estou

 

Aqui estou?!

Não sei dizer

Essa vida

É tão difícil de entender…

 

Agora, de encontro ao vento

Me sinto perdido no tempo

Já não sei quem sou

Nada de mim sobrou

 

Tudo que resta

É o nada

Pois, estou vazio

Não tenho carne

 

Não tenho ossos

Sou só destroços

Do que me restou

Ou seja, Nada

 

Se nada sou

Porque continuo

Aqui a existir,

Sem nada restar?

 

 

Gostou dessa poesia? Clique aqui e se inspire, reflita e viaje pela imaginação que poucas palavras são capazes de trazer…

Deixe o seu comentário

comentários

Deixe seu comentário