Capa do livro O trem tá feio

Sucesso nas redes sociais, Gustavo Tubarão aborda jornada por saúde mental no livro O trem tá feio

Cê é fi de quem? Aposto que já ouviu essa frase em diversos vídeos. O bordão é utilizado pelo humorista mineiro Gustavo Tubarão, que coleciona mais de 18 milhões em suas redes sociais.  Seus vídeos abordando nossas mineirices e diferenças entre o mineiro do interior e o de Belo Horizonte conquistou o público. Mas, o começo desses vídeos tem uma história profunda e Gustavo aborda no livro O trem tá feio.

Longe da ideia do sucesso que alcançou, o começo dos vídeos do humorista foi uma forma de lidar com a ansiedade e os ataques de pânico.  Diagnosticado com depressão e Síndrome de Borderline, Gustavo busca encorajar seus seguidores e, agora, leitores, a buscarem ajuda especializada para tratar os problemas psicológicos.

Sem deixar o humor de lado e com uma escrita sincera, Tubarão compartilhas suas experiências para falar do cuidado e atenção com a saúde mental.

Eu já tentei suicídio, e minha família só soube quando contei isso na internet. Foi a pior sensação que já tive na vida. Mas tinha uma coisa naquele inferno que me tirava a risada, de que sempre gostei, que era fazer vídeos na internet […] Antes de ser influencer, o meu sentimento era que eu não servia para nada, principalmente porque tudo o que eu pegava para fazer, logo desistia no meio do caminho. Mas, depois que descobri o que realmente fazia sentido na minha vida, não apenas comemorei 1 milhão de seguidores quando estourei no Instagram, como também vi o tanto que cresci e conquistei em todos os anos seguintes, porque eu nunca parei, nunca desisti, revela o autor nas páginas do livro.

Publicado pela Citadel Grupo Editorial, o livro está disponível na Amazon.

Mais novidades do mundo literário, continue navegando!

Deixe o seu comentário

comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *