Não se despeça

 

Falar de amor

É falar de você

Que tocou

Meu ser

Mudou meu viver

 

Me rendi a ti

Desaprendi,

A viver só

Só eu e só

 

É brega

É egoísta

Mas, é sincero

Quero você

Sem modéstia

 

Então não vá

Não se deixe ir

Por favor,

Não se despeça

 

 

Gostou do que leu? se inspire! leia mais:

 

A Riqueza da Ganância

Trem da Meia-Noite

 

 

Se você além de gostar de poesia, também escreve, divulgue aqui.

Envie seu texto para contato@literalmenteuai.com.br

 

Deixe o seu comentário

comentários

Deixe seu comentário