Por que Mark Darcy é o meu crush literário?

Por que Mark Darcy, vulgo Mr. Darcy, seria até os dias de hoje digno de ganhar o título de crush literário? Afinal, nos primeiros capítulos da obra de Jane Austen, o homem é sempre retratado como uma pessoa desagradável, que não se relaciona com ninguém, orgulhoso, preconceituoso e sempre com uma expressão tediosa. Ele até mesmo faz um comentário desagradável sobre Elizabeth Bennet, logo no primeiro encontro dos dois. Como um homem assim poderia gerar tantas paixões? Pois bem, eu lhe explico. Mr. Darcy é sim tudo isso nos primeiros capítulos do livro, porém aos poucos a autora desconstrói essa fachada dele e nós temos um novo personagem, digno de total admiração. Tudo isso, porque aquele homem arrogante do início da história  assume os erros que cometeu e resolve se redimir. Isso tudo ele só vai entender a partir do momento e que é rejeitado por sua amada, então ele resolve se tornar digno daquela que ama. 

Mr. Darcy é o personagem literário que mesmo vivendo nas páginas do um livro consegue ser bem real, uma pessoa com defeitos e qualidades. Ainda que aos olhos  da sociedade do século XVIII ele era um homem perfeito: rico, com posses e estudo, um bom partido. Ele ainda precisou correr atrás e se tornar digno de Lizzie Bennet.

Por fim, não bastando suas atitudes, o mocinho de “Orgulho e Preconceito” ainda é responsável por palavras encantadoras, como quando declara seu amor a Elizabeth e diz que a admira e ama ardentemente. Ou seja, ele não só a ama, ele tem admiração por quem ela é e o sentimento que tem por ela é maior que só uma paixão, vem de dentro da alma e domina o corpo.

Como não dar a ele o título de crush literário?

Você tem algum crush literário? Listamos vários deles na sessão “Crush Literário

Anúncios

Deixe o seu comentário

comentários

Deixe seu comentário