Mofinhos: O Teatro dos Contos de Fadas.

Vou falar sobre um “mofinho” que fez parte da minha infância e que eu simplesmente amava assistir. “O Teatro dos Contos de Fadas” era um seriado que apresentava os contos de fadas de uma forma muito especial. Os contos eram interpretados por atores reais, os cenários e os figurinos eram bem aprimorados, os diálogos eram engraçados e a produção reunia ótimos atores e grandes diretores do cinema.

Era produzido e apresentado pela atriz Shelley Duvall. Isso mesmo, aquela atriz que ficou famosa por interpretar a Wendy, no filme “O Iluminado” e por participar de “Annie Hall”. Shelley iniciava todos episódios se apresentando: “Olá, sou Shelley Duvall. Bem-vindos ao Teatro dos Contos de Fada.” Essa frase marcou minha infância e permaneceu na minha memória. Lembro também que algumas crianças tinham medo, se assustavam com algumas cenas e com alguns personagens.

Os episódios contavam com a participação de grandes nomes do cinema. O ator Christopher Reeve, por exemplo, participou do conto “A Bela Adormecida”, interpretando o príncipe encantado. Vamos concordar, ele combinava muito com o papel. Aliás, esse é um dos meus contos preferidos. A atriz Susan Sarandon, participou do conto “A Bela e a Fera”, interpretando a própria Bela. Maravilhosa, como sempre! Esse episódio ainda contou com a participação das atrizes Anjelica Huston e Nancy Lenehan.

O ator Robin Williams participou no conto “O Príncipe Sapo”. Esse episódio me marcou por conta da figura do sapo e por causa dos pais da princesa e do príncipe. Eles eram engraçados e as interpretações foram impecáveis. Os episódios também contaram com a participação de grandes diretores do cinema, como por exemplo, Francis Coppola e Tim Burton.

Quando eu era criança, não tinha noção do peso desses nomes para a história do cinema. Só sabia que adorava passar o final de semana assistindo. Além dos episódios disponibilizados, na época, em VHS (Meu Deus!), a TV Cultura também realizou a transmissão por algum tempo. Se você também assistiu e quer reviver a sensação, você pode encontrar vários episódios no Youtube. Fiquei encantada por rever alguns e por relembrar algo que marcou a minha infância de forma tão especial.

 

O Conto ” A Bela Adormecida”:

Confira o post especial, sobre o filme Thelma e Louise: e a busca pela liberdade.

Envie seu e-mail para a colunista: afia@literalmenteuai.com.br

Anúncios

Deixe o seu comentário

comentários

Deixe seu comentário