Mamães leitoras mostram que é possível ler acima da média nacional

Essas mamães contrariam todas as pesquisas sobre leitura e mostram que com um pouquinho de jogo cintura dá para manter a leitura em dia.

Discorrer sobre a tarefa e o dom de ser mãe é algo desafiador, principalmente para quem não é mãe, como eu. Contudo, sabemos o quanto puxada é a rotina de uma mulher que concilia a maternidade com o trabalho doméstico e externo, além de outras atividades diárias.

Afinal, ser mãe nem sempre é padecer no paraíso e demanda mais esforço do que se imagina. E muitas mulheres ainda são responsáveis pela chefia dos seus lares, conforme mostra o Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (IPEA). O estudo, com base em dados da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (Pnad), aponta que cerca de 40% dos lares brasileiros são chefiados por mulheres. Com toda essa agenda obrigatória cotidiana, ainda sobra tempo para ler?

Tempo, inclusive, é o que falta para cerca de 43% das entrevistadas da pesquisa “Retratos da Leitura de 2016”. Eles alegaram que não leem tanto por falta de tempo. Com isso, a média de leitura variou em média 2,43 livros por ano. Ainda segundo a pesquisa, os entrevistados alegaram ainda: Preferir outras atividades (9%); Não ter paciência para ler (9%); Não há biblioteca para ler (8%);

Motivos a parte, contrariando totalmente essas pesquisas, conversamos com seis mães que contaram como conciliam a rotina de mãe com a leitura.

Um spoiler: todas elas leem acima da média nacional, trabalham fora e tem a literatura como passatempo e pretendem passar esse amor para os seus filhos.

Se inspire nas dicas e conselhos dessas mamães leitoras!

Gabriela Duarte |30 anos | Jornalista e colunista do LiteralMente, Mãe! | 1 filha

Como conciliar a leitura com cotidiano materno? É fazendo malabarismo que a vida das mães vai dando certo. Para conseguir ler eu aprendi a ler dentro do ônibus, deixei os enjoos de lado e leio o máximo que posso no caminho entre o trabalho e a casa. Aprendi até a ler em pé quando o livro está naquelas partes que não consigo parar de ler. Em casa eu dou lugar para a leitura infantil, para ler para a Maria e ensinar ela como esse mundo da literatura é legal. No ano passado li mais ou menos 12 livros.

A importância da literatura para a formação de um cidadão? A leitura é fundamental para a formação de um indivíduo. Acredito que quanto mais lemos, mais aprendemos! Por meio da leitura aprendemos a parte prática de escrita, interpretação de texto, etc… E também ganhamos aprendizados para a vida. Muitas vezes a história dos personagens tem relação com momentos que você vive, e dali tiramos aprendizados. Tem personagens que nos inspiram e são muitas vezes exemplos para nós. Aprendemos com os erros e atitudes. São muitas coisas boas que extraímos de um livro e certamente contribui para nossa formação.

Meus filhos vão ler:  Acho que gosto por livros vai muito da sua personalidade, então eu não sei que linha ela vai gostar dentro da literatura. Mas tem dois livros que terei prazer em incentivar a leitura que é o Heidi, a menina dos alpes e O caçador de pipas.  São livros que me marcaram quando eu estava no fim da minha infância e depois na adolescência. Falam de amizade, lealdade, força, bondade, amor ao próximo. Valores que desejo repassar a ela.

Emília Carolina Nery de Lima Vicente | 35 anos | Psicóloga | 2 filhos | Cuidadora da vovó com Alzheimer

Como conciliar a leitura com cotidiano materno? Em 2018 eu li 128 livros. Em 2019 eu li 50 até agora, e várias em andamento, pois leio mais de um livro ao mesmo tempo. Eu gosto muito de leituras coletivas. Traço metas, e isso auxilia na possibilidade de ler livros de temas diferentes no mesmo período de tempo. Também uso muito o Kindle e audiobooks, quando estou na academia ou no carro, ou mesmo fazendo um trabalho doméstico. Meus filhos gostam muito de livros, e sempre estão vendo a gente com livro nas mãos… respeitam bastante dentro do entendimento deles.

A importância da literatura para a formação de um cidadão? A gente sabe que a leitura informa e forma. Porém o ler por si só, precisa de um tipo de acompanhamento no início para esclarecimento de dúvidas, para que a pessoa não desanime no primeiro obstáculo. E depois é voar com as próprias asas. Ler é fundamental! Traz conhecimento, senso crítico, abre portas, concede possibilidades…

Meus filhos vão ler: Os livros do Percy Jackson, O Pequeno Príncipe e muitos outros que se eu for enumerar, eles não farão nada da vida além de ler!!!

A Carol é colunista do site Coisas de Mineira. 

Rubia Ferreira Góis |38 anos | Gerente de loja | 2 filhos

Como conciliar a leitura com cotidiano materno? É difícil. Mas sempre consigo um tempo para ler meus gêneros favoritos e principalmente com meu filhotinho que adora Turma da Mônica. Esse ano, eu já reli Orgulho e Preconceito e Águas para elefantes, tenho várias leituras na lista, com certeza vou superar o ano passado.

A importância da literatura para a formação de um cidadão? A leitura é essencial para o conhecimento. Um bom livro faz você viajar, esquecer seus problemas, despertar sentimentos. Nossos filhos precisam ter o hábito da leitura para saber discernir informações verdadeiras de falsas. O que conhecimento que adquirimos nos livros é para sempre.

Meus filhos vão ler:  Crônicas de Nárnia; O Guia dos Mochileiros da Galáxia; Diário de um banana; O Pequeno Príncipe.

Jussara Ferreira de Paula |37 anos | Analista administrativa | 3 filhos

Como conciliar a leitura com cotidiano materno? Eu amo ler então sempre procuro conciliar meu tempo livre deixando espaço para ler. Quando a rotina está muito apertada, leio indo e voltando do trabalho, ajuda a passar o trajeto. Em 2018 eu li 54 livros. Minha meta é sempre ler pelo menos uma a mais que no ano anterior, mas sinceramente se não consigo tudo bem, pois mais que a quantidade vale a qualidade. Quando encontro leituras boas não me importo de ler menos.

A importância da literatura para a formação de um cidadão? Eu acredito que a leitura vá além da decodificação de letras. A pessoa que lê se torna capaz de ver o universo que a cerca. A criança entende melhor o mundo e como ele funciona, o adulto torna-se mais crítico e capaz de formar suas próprias opiniões.

Meus filhos vão ler: Tudo o que eles quiserem ler rsrsrs. É claro que alguns livros como Crônicas de Nárnia, O Pequeno Príncipe e Pluft, eu adoraria que eles lessem, mas hoje eu me preocupo mais com o fato de eles gostarem de ler do que com o que. Acredito que com o tempo depois de adquirido o hábito eles sejam capazes de encontrar seu próprio caminho literário.

A Jussara Ferreira é colunista do site Cultura Pocket

Rosângela Aparecida Fonseca | 43 anos | Auxiliar Administrativo | 2 filhas

Como conciliar a leitura com cotidiano materno? Geralmente leio no fim de semana. Depois de arrumar a casa quando estou descansando. Esse ano já li trilogia do escritor Christopher Reich, A Farsa, A Traição e A Vingança.

A importância da literatura para a formação de um cidadão? Com a leitura você viaja, sente as emoções, fora que melhora a concentração. Para as crianças, importante porque elas aprendem a interpretar e entender um texto.

Meus filhos vão ler: Minhas filhas leem muito. Elas elas já leram Diário de um Banana, Piratas do Caribe, A Maldição do Tigre e vários outros.

Graziela Costa | 36 anos | Assistente administrativo financeiro | 1 filha

Como conciliar a leitura com cotidiano materno? Normalmente minhas leituras são realizadas no transporte, casa-trabalho e trabalho-casa, e quando minha filha está dormindo. Do ano passado até abril desse ano, li 65 livros.

A importância da literatura para a formação de um cidadão? Livros enriquecem o vocabulário e deixa a mente ativa. Ler deixa o cidadão consciente e questionador, que interpreta melhor o meio em que vivemos.

Meus filhos vão ler: Um livro que marcou minha infância, e com certeza minha filha irá ler, será O Pequeno Príncipe. Tenho uma coleção de livros YA como Harry Potter, Desventuras em série, que são coleções que eu quero dividir com ela.

Um dado bem interessante sobre a pesquisa é o quanto a mãe influencia no gosto pela leitura. Quando perguntado sobre pessoas que influenciaram o gosto literário dos entrevistados, mãe ou responsável do sexo feminino aparecem em primeiro lugar com 11% , seguido de professores com 7%, pais ou responsável do sexo masculino aparecem com 4%. 

Já falamos aqui sobre a importância do incentivo à leitura. Contudo, não apenas as mães devem ser responsáveis. Se cada leitor fizer um pouquinho é possível mudar os dados da próxima pesquisa. 

Um esquema publicado no perfil @livrementefalando aponta que é possível ler pelo menos 3 livros por mês seguindo as regras:  Se você ler 15 paginas por dia, em 30 dias terá lido 450 páginas. O que dá em média de 1 a 3 livros por mês, dependendo claro, do tamanho da obra. Seguindo essa lógica, dentro de 12 meses você terá lido 5.400 páginas, o equivalente a 25 – 30 livros por ano. 

Se você for mãe ou pai, conta pra gente como faz para manter o hábito da leitura?

Veja mais: 

15 livros nacionais para ler antes de morrer

6 motivos para conhecer a Casa dos Quadrinhos em BH

7 Livros infantis que ensinam muito a pais e filhos

Deixe o seu comentário

comentários

5 Replies to “Mamães leitoras mostram que é possível ler acima da média nacional”

  1. Olá!

    Que matéria ótima! Espero que eu consiga ter o mesmo ritmo de leitura quando meu pacotinho nascer, se bem que eu acho que será meio difícil. Mas não custa tentar, né?! hahaha

  2. Essas mulheres mostram que realmente querer é poder! Fiquei até envergonhada por ter abandonado minhas leituras por causa do trabalho, sendo que elas fazem jornada dupla, as vezes tripla em casa!
    Muito inspiradoras!

  3. Amei este post!

    Apreciei muito conhecer um pouco dessas mães leitoras e terminei de ler com um sorriso no rosto, pois sempre ouço das pessoas que quando eu tiver filhos não terei mais tempo para ler.rs Sei que terei, pois quando amamos a leitura encontramos até tempo onde não tem! Muitas pessoas me disseram que eu não poderia continuar lendo quando estivesse cursando a faculdade e provei que era capaz, pois não deixei de ler durante os cinco anos de curso, mesmo trabalhando e mal conseguindo respirar. Como eu disse, se amamos a leitura encontramos tempo. E ler é essencial como o ar. Não imagino minha vida sem os livros.

    Parabéns para essas mamães guerreiras e leitoras, que além de amarem os livros incentivam os seus filhos a lerem, o que é um presente enorme para eles.

    Bjs!

  4. Olá!!!

    Uma das minhas colaboradoras é mamãe e ela mostra isso que dar pra ser mãe, ler e ainda ela incentiva os pequenos dela a está lendo.
    Ela é assim um exemplo e minha mãe quando era mais nova era do mesmo jeito.
    Gostei do post, pois são exemplos!!!

    lereliterario.blogspot.com

  5. Que post maravilhoso!!!
    Sou mãe e sim, eu leio muito mais do que a média nacional e ainda tenho um filho leitor que se tornará um adulto que lerá mais que a média nacional. É quase um ciclo sem fim.
    Beijos

Deixe seu comentário