Lady Killer (Grafic novel – volume 1) | Joelle Jones e Jamie S Rich

Por trás de uma mãe de família devotada aos filhos, ao marido e ao lar, esconde o lado sombrio de uma matadora de aluguel impiedosa e cruel, muito bem retratada em cada nuance da Grafic Novel Lady Killer – o volume 1, de uma série de sucesso escrita e brilhantemente ilustrada pela americana Joelle Jones em parceria com Jamie S. Rich. 

Contar histórias de mulheres assassinas está em alta no mercado literário, impulsionado, entre outras publicações, pelo homônimo Lady Killers  – Assassinas em série, da escritora Tori Telfer, que traz uma série de casos reais de crimes macabros cometidos por mulheres. 

A Editora DarkSide, especialista no gênero, é a responsável por ambas publicações e, como sempre, entrega edições primorosas. A HQ Lady Killer, além da capa dura, vem com uma sobrecapa (é uma peça gráfica que serve tanto para proteger a capa original do livro, quanto para promover ações diferenciadas, como em caso de capas com personagens de filmes). Aqui, essa sobrecapa simula uma caixa de sabão em pó, destacando suas inúmeras vantagens na remoção de manchas, em especial, sangue.

As ilustrações são expressivas, transmitindo à perfeição cada sensação proposta em cenas diversas, desde a preparação de um jantar com os filhos e sogra, até um estrangulamento. Gostei bastante das ilustrações em plano aberto, mostrando um cenário amplo, capturando cada detalhe e expressões múltiplas de vários personagens. 

O volume 1 da Grafic Novel, apresenta Josie Schuller, uma mulher atraente, muito bonita, mãe de dois filhos, que mora com o marido e a sogra. É a típica família de comercial de margarina. Enquanto o marido trabalha, a mulher se dedica ao lar e ao voluntariado. O marido não desconfia de nada, mesmo com as tentativas da sogra de envenenar a relação.  

Justamente por dividir seu tempo entre a casa e o mundo do crime, as habilidades e lealdade de Josie são postas à prova, mesmo sendo uma das mais competentes assassinas da agência. 

Apesar de todo o sangue, a obra trata de questões importantes, como o estereótipo da dona de casa americana, machismo, liberdade e independência feminina.

No Resenhando você encontra resenhas de todos os gêneros literários.

Deixe o seu comentário

comentários

Deixe seu comentário