Cena da peça Ah, se eu fosse Marylin, atração do Festival Acessa BH - Foto de NeiLIma.

Festival Acessa BH oferece atividades gratuitas até 31 de outubro

Realizado em formato híbrido, com atividades presenciais em Belo Horizonte e ações virtuais, o Festival Acessa BH oferece programação cultural gratuita até 31 de outubro. Idealizado por Daniel Vitral e Lais Vitral, o festival conta com debates, oficinas, rodas de conversa, apresentações de artes cênicas, de música, de literatura e mostra de processo artístico.

A iniciativa conta 50 atividades pensadas em promover o protagonismo das pessoas com deficiência. Dos palcos aos debates, o objetivo é promover um evento inclusivo e democrático, reunindo pessoas com e sem deficiências nas plateias.

Esta semana, no dia 28, às 19h, ocorre o debate Acessibilidade em Espaços Culturais, abordando indagações do dia a dia da pessoa com deficiência. A ação conta com a presença da arquiteta e cenógrafa Silvia Arruda e da consultora em acessibilidade cultural Daina Leyton.

No dia 29 de setembro, ocorre o encontro para a mostra de processo O Barco, espetáculo da companhia Fluctissionante. Para o início de outubro, o público conta com o espetáculo Ah, Se Eu Fosse Marylin!, do artista baiano Edu, no dia 1º, às 20h.

O Festival Acessa BH convidou artistas e profissionais de dez estados brasileiros, proporcionando pluralidade, além do protagonismo da pessoa com deficiência.

Mais novidades do mundo literário, continue navegando!

 

Deixe o seu comentário

comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *