“Da costela do impossível”, livro de estreia da mineira Marcela Alves

Da costela do impossível marca a estreia na literatura da mineira Marcela Alves. A obra, publicada pela editora Urutau, explora a vida, o tempo e a poesia como sagrados.

“da costela do impossível o poema nasce
e o verbo que não se faz carne
também habita e ronda os azuis
entre o que é e o que não pode ser
há uma terceira realidade
pois é dela que eu vivo
e inauguro a manhã”

Trecho do poema “A terceira realidade” (pág.14)

“Da costela do impossível” trabalha a vida como ela é ao mesclar beleza e dor sob a ótica do sagrado e da poesia. 

Dividida em três seções, todas nomeadas com títulos relacionados com luz e sombra, a obra trabalha o amor, a perda, o tempo e os rastros desses três elementos na memória e na percepção de si e do mundo. A partir da observação do cotidiano, a autora valoriza as sutilezas das relações humanas e assim consegue transformá-las em material para a poesia. 

Sobre a autora:

Marcela Alves (@amarcelaescreve) é poeta e psicóloga.  Nasceu em 1991, na cidade de Divinópolis, em Minas Gerais. 

Suas principais referências literárias são três poetas mineiros: Adélia Prado, Ana Martins Marques e Carlos Drummond de Andrade. Além desse trio, a poeta também cita a Nobel Wisława Szymborska. 

Para saber mais sobre a obra acesse o site da editora Urutau.

Mais novidades do mundo literário, continue navegando!

Deixe o seu comentário

comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *