Autoras internacionais acusam brasileira de plágio

Tessa Dare, Sarah Maclean, e Courtney Milan são algumas das escritoras que se manifestaram no caso de plágio literário que envolve a escritora Cristiane Serruya.

Cristiane Serruya é brasileira, mas pouco conhecida por aqui. Ela publica romances apenas em inglês em sua maioria no formato de e-book e em plataformas como Amazon.

A escritora Courtney Milan foi uma das primeiras a se manifestar após o recebimento de um e-mail onde um fã apontava a semelhança entre trechos das obras de Milan e Serruya.  Em um dos trechos ela desabafa: “Se você me conhece, sabe que não faço acusações de leve – especialmente acusações de plágio e violação de direitos autorais. Hoje, um fã me enviou um e-mail alegando que partes do meu livro haviam sido copiadas por outro autor. Após investigação, concluí que Christiane Serruya copiou, palavra por palavra, várias passagens do meu livro  The Duchess War.”

Confira o post na íntegra clicando aqui.

Com a #copyPasteCris o caso foi assunto do dia nas redes sociais, principalmente após o posicionamento da brasileira no Twitter.

A autora, que inclusive já indicou uma de suas obras supostamente plagiadas ao Prêmio Rita, um dos mais importantes prêmios literários do mundo.

O que surpreendeu os leitores foi o fato de a Cristiane Serruya admitir o uso de Ghost writer   e atribuir a ele as acusações de plágio. Para quem não sabe, Ghost Writer  ou escritor fantasma na tradução livre, escreve livros, textos ou outros materiais, vende a uma determinada pessoa (física ou jurídica) os direitos autorais sobre essa obra e recebe por isso.

No Twitter Cristiane Serruya não apenas assumiu que faz uso recurso e disse que irá provar sua inocência.

Os próximos capítulos dessa história prometem.

Atualização 30/04/2019

De acordo com o site Publishnews a pedido da escritora americana Nora Roberts, que entrou com uma ação de indenização contra Seruya, a Justiça brasileira determinou a suspensão da venda dos livros, e-books e audiobooks, também bloqueio de royalties das vendas recentes.

A liminar determina ainda que nas vendas on-line tenha o aviso “suspensa a venda por ordem judicial”.  

Cerca de 40 autores já identificaram possíveis fraudes em suas obras e também já entraram na justiça contra a brasileira. Ao todo, trechos de 93 livros estão sob suspeita de plágio em obras de Serruya.

Ainda segundo reportagem do Publishnews, em entrevista a Folha, Cristiane Serruya disse que “estão pinçando” de seus livros “frases soltas, comuns” e que vai “responder às acusações no foro correto, que é o da Justiça”.

O site Cafeinated Fai fez um compilado detalhando todas as acusações que pesam contra brasileira, os autores e obras que supostamente teriam sido plagiadas. Clique para ver mais.

Deixe o seu comentário

comentários

One Reply to “Autoras internacionais acusam de plágio a brasileira Cristiane Serruya”

Deixe seu comentário