Sol Segundo

Sol Segundo

O brilho do sol

Nos alcança

Por ondas

De calor

 

Que viajam

Pelas estrelas

E nos alcançam

Na velocidade da luz

 

Que penetram

Na pele

E esquentam

No interior dela

 

A temperatura aumenta

A homeostase se quebra

Sem o equilíbrio

Os fluidos corporais

 

São excretados

Suando pelos corpos

Exalando os odores

Quase como flores…

 

A segunda estrela enorme

Alinhando-se

com os planetas

Forma-se

 

Novas ondas

Novos calores

Novas estrelas

Novos odores

 

Um universo diferente

Contido numa

Única estrela

Emanadora de luz

 

Gostou do que leu? se inspire! leia mais:

 

Tão Frio

Túnel

 

 

 

Se você além de gostar de poesia, também escreve, divulgue aqui.

Envie seu texto para contato@literalmenteuai.com.br

Deixe o seu comentário

comentários

Deixe seu comentário