Você já ouviu falar sobre a rixa que existiu entre as atrizes Joan Crawford e Bette Davis? Essa rivalidade, é considerada uma das maiores de Hollywood. Duas das maiores lendas do cinema, foram destaques nas telas de cinema e nas revistas e jornais de fofoca da época. Bom, não é novidade ver a mídia rivalizando mulheres, né? Posso citar casos recentes, nessa situação. As cantoras Ciara e Rihanna, as atrizes Angelina Jolie e Jennifer Aniston e para quem viveu nos anos 90, deve lembrar da “rivalidade” entre as cantoras Christina Aguilera e Britney Spears. Mas a disputa dessas mulheres citadas, não chega nem perto do que aconteceu com Joan e Bette.

Um pouco sobre as atrizes:

Joan Crawford é considerada a décima maior atriz da Era de Ouro de Hollywood, pelo American Film Institute. Se tornou uma grande estrela, sendo uma das atrizes mais bem pagas de sua época. Fez sucesso na década de 30 (com um pequeno declínio de popularidade) e 40. Ganhou um Oscar pelo filme “Alma de Suplício”. Ficou muito conhecida pela sua beleza, mesmo tendo um enorme talento nas telas.

Bette Davis ficou conhecida por interpretar personagens fortes e antipáticas. Sua carreira também é marcada por grandes embates com os executivos e diretores dos estúdios, além de ser conhecida pela sua personalidade forte. Ganhou Oscar de melhor atriz duas vezes, pelos filmes “Jezebel” e “Perigosa”. De acordo com a lista do American Film Institute, é considerada a segunda melhor atriz de todos os tempos. Bette ficou marcada pelo seu talento, não pela sua beleza.

A tal rivalidade entre as duas atrizes durou anos, com trocas de ofensas públicas, entre elas. Durante as gravações do filme “O que terá acontecido a Baby Jane?” a rivalidade ficou ainda mais em evidência. A primeira temporada da série “Feud” vai contar justamente os bastidores do filme, trazendo também vários flashbacks de outros períodos. De uma forma muito profunda, a série mostra que as duas atrizes sofriam no meio do turbilhão de ofensas e que na verdade, muitas desavenças foram criadas, como uma estratégia da própria mídia e dos estúdios, para alcançar um público maior para os filmes e vender mais revistas e jornais. Claro, as duas atrizes tinham personalidade forte, sim, mas a mídia foi responsável por piorar a situação entre as duas. “Feud” fala também sobre o preconceito de Hollywood nas décadas de 50 e 60 que, com um culto exagerado à juventude e beleza, deixavam de lado as atrizes mais velhas, que tinham um talento inquestionável. Joan e Bette, sofreram com isso e lutaram para manter suas carreiras.

Não posso deixar de falar também das duas atrizes que interpretaram Joan e Bette, na série. Susan Sarandon (Bette Davis), Jessica Lange (Joan Crawford) estão perfeitas nos papéis. As lendas do cinema foram muito bem incorporadas, pelas duas atrizes. Os sorrisos, trejeitos, movimentos, o modo de sentar e andar, ficaram perfeitos. Um detalhe, a mídia atual também tentou rivalizar Susan Sarandon e Jessica Lange, durante as gravações da série. Acredita?

“Feud: Bette and Joan” é uma crítica sensível. A série mostrou de forma muito humanizada, duas atrizes que marcaram a Era de Ouro do Cinema e que ainda hoje, são lendas incontestáveis de talento e personalidade. A primeira temporada da série possui apenas 8 episódios, estreou em 2017, foi transmitida pela Fox Premium e produzida por Ryan Murphy. Se você ainda não assistiu, recomendo que você assista.

 Fonte das imagens: Fox Premium.

Confira a listinha sobre os 5 filmes “Mofinhos” da minha vida: 5 filmes “Mofinhos” da minha vida!

Envie seu e-mail para a colunista: afia@literalmenteuai.com.br

Deixe o seu comentário

comentários

Deixe seu comentário