Uma história, uma lorota e fiquei de boca torta | Pedro Antônio de Oliveira

Uma história, uma lorota e fiquei de boca torta é o mais recente livro do escritor Pedro Antônio de Oliveira, nosso autor do mês de outubro.

Publicado pela editora Formato, o livro carrega a marca do autor ao apresentar histórias leves, com a simplicidade do dia a dia, da mineiridade e a essência da imaginação das crianças. O personagem principal não é apenas doce, como também se mostra ora rebelde, malcriado, ora reflexivo e irônico.

Uma história, uma lorota e fiquei de boca torta traz o melhor da imaginação de um garoto que encontra um estojo de lápis em cima de uma carteira na escola. Cheio de curiosidade ele abre o estojo e descobre um bilhete bem interessante que diz:

Curioso! Agora não tem mais jeito. Você abriu o estojo. Nunca mais será o mesmo. A partir deste instante, você é um inventor de sonhos. Pegue o lápis e esqueça seu resfriado malcurado, que já é hora de deixar o mundo mais encantado. Sempre que sentir o coração – alegre ou com dor -, use seus poderes mágicos de escritor. Assinado: Senhor das letras, o maluco das ideias. (pág.5)

O menino segue a “profecia” do estojo e se dedica a colocar no papel suas ideias e histórias aparentemente reais e divertidas. Quebrando paradigmas ao narrar a reação da família quando o viu pela primeira vez com brinco, a primeira tatuagem, a confusão do aparecimento de uma barata no busão lotado, lições de vida e grandes aprendizados.

E é claro que tem ilustração. Elas trazem sentimentos, afloram a nossa imaginação para além da história. A dona das belíssimas ilustrações é a mineira, professora de artes, Adriana Camargo.

Pedro Antônio de Oliveira é o nosso autor do mês das crianças, outubro. Conheça sua história aqui

No Resenhando você encontra resenhas de todos os gêneros literários.

Deixe o seu comentário

comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *