Por lugares incríveis – Jennifer Niven

E tem momentos na nossa vida que nada que lemos nos toca de verdade. São apenas livros bem escritos que nos fazem passar o tempo, mas quando uma história é capaz de mudar a sua visão e opinião sobre algo, é como se todas as leituras que você já fez não valessem nada até aquele momento. E foi assim que me senti quando li a última frase do livro Por lugares Incríveis da Jennifer Niven.

A primeira coisa que você precisa saber sobre este livro é que nenhuma resenha, vídeo ou comentário vai conseguir dizer o quão maravilhosa é a sua história. Então por mais que eu queira escrever o quanto ele é incrível, não sei se vou conseguir, mas entendam que esse livro foi um dos que mais mexeram com a minha cabeça e meu coração.

Por lugares incríveis é o livro de estreia da autora, Jennifer Niven, e eu fiquei muito impressionada com o talento dela. O livro é muito bem escrito e a maneira como ela transforma sentimentos em palavras é muito mágico.

Logo nas primeiras páginas você é arrebatado pelas palavras e é como se estivesse dentro daquela trama. Como se estivesse dentro dos corpos das personagens, em suas mentes e quando assusta já está tão envolvido que começa a sentir a tristeza de tudo que acontece.

A temática do livro é bem complicada, falar sobre morte, sobre os sentimentos de uma pessoa que quer acabar com a própria vida é algo muito complicado. Principalmente, porque os suicidas não são vistos com bons olhos. Mas Jennifer conseguiu falar sobre o assunto com delicadeza e mudar a minha ideia de que um suicida é uma pessoa egoísta. Não é.

Acho que isso acontece, porque temos Theodore Finch na história, um garoto excêntrico que é visto como aberração por todos, que não se acha digno de amor, que é inteligente, cativante, intenso, apaixonante e com tendências suicidas. Eu, que sempre encarei essas pessoas como egoístas, só queria que alguém enxergasse o Finch e o salvasse de si mesmo. E foi assim que minha visão mudou e tudo passou a fazer mais sentido.

Finch, Finch, Finch, daqueles personagens que dá vontade de tirar do livro e cuidar dele. Me apaixonei por ele logo nas primeiras páginas, claro, que no começo ele é meio stalker, mas nada muito assustador. E para ser par dele temos Violet, a menina um pouco apagadinha perto de todo brilho do garoto, mas que precisava ser salva, que precisava sair da tristeza e conhecer lugares e pessoas incríveis.

Por lugares incríveis é a história de dois jovens que se encontram na torre do sino da escola com o propósito de tirar a própria vida. Eles se conhecem, mas não são amigos. No entanto, os dois querem se matar. Violet é popular e bonita, tem vários amigos, mas sofre o trauma da perda da sua irmã mais velha. Theodore Finch é um garoto depressivo, conhecido como aberração, por aparecer na escola encarnando personagens excêntricos.

Uma amizade incomum, que começa após os dois formarem dupla em um trabalho de geografia. Neste trabalho, eles precisam percorrer os “lugares mais incríveis” do seu estado, enquanto tentam desesperadamente vencer os seus traumas e permanecer vivos. Nessas andanças eles descobrem o amor, mas a morte continua rondando a vida dos dois.

Adorei a maneira com que a autora criou os personagens, pena que com esse dois, não tivemos espaço para saber sobre os secundários. Na verdade acho que isso poderia me fazer entender como a família de Finch não quis ver que ele precisava de ajuda, ou até mesmo Violet, porque ela não viu que precisava salvá-lo.

O enredo do livro é muito bom, gostei que ela fugiu do óbvio. Mas em alguns momentos tive a sensação de reconhecer algumas outras histórias literárias, principalmente, de “Cidades de Papel” e de “As Vantagens de Ser Invisível”, mas nada que incomodasse demais. Teve uma coisa que me incomodou demais foi a revisão do livro, MEU DEUS, tinha erros gritantes. Os pontos que a editora Seguinte ganhou na capa, perdeu com a revisão. Tem que ter mais cuidado com isso, fica muito feio um livro com erros.

Tirando esse problema o livro está impecável, amei muito e terminei a história, triste e cheia de lágrimas, mas feliz com o rumo real que o enredo tomou. Não sei por que não vi muita comoção a respeito deste livro, mas espero começar a comoção, porque acho que — Por lugares Incríveis  é leitura obrigatória para todos, afinal, você pode conhecer alguém que precise de ajuda e não percebeu.

No Resenhando você encontra resenhas de todos os gêneros literários.

Deixe o seu comentário

comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *