Eu Não Sei Lidar

Eu Não Sei Lidar – Lucas Silveira

Cada página de Eu Não Sei Lidar tem um pouco de minhas lágrimas

O livro Eu Não Sei Lidar é, entre diversas outras coisas, um trecho de “O Resto é Nada Mais”, uma das minhas canções favoritas da banda Fresno. É uma frase que se tornou mantra de pessoas que não conseguem simplesmente “seguir o baile” e, agora, título do primeiro livro escrito pelo Lucas Silveira, vocalista e principal compositor da banda Fresno.

No livro, Lucas expõe as razões e histórias por trás de algumas das mais icônicas músicas da banda de Porto Alegre. Veja o clipe: 

As linhas carregadas de “Eu Não Sei Lidar” mostram que o gênio megalomaníaco por detrás de Lucas Silveira não é só Maré Viva, um evento em que a maré é vista pela superfície, invadindo espaços, ignorando todos os obstáculos criados por quem pensava que poderia contê-la, livrando-se de amarras e inundando com todo o seu poder.

Lucas mostra que é muito mais que isso, cada página, cada melodia, cada composição são provas incontestáveis de que o cara é além da superfície, é como um Grand Canyon inexplorado no mais profundo oceano e é essa profundidade, perigosamente assustadora, que sempre me atraiu nos projetos dele, é temor e tremor, ida, volta e revolta.

Cada texto faz com que o leitor navegue pela vida do autor e se veja ali, imerso no turbilhão de sentimentos que ele explora, sentindo-se parte e identificando-se com momentos pessoais, como se o autor tocasse uma sinfonia em que cada nota é um trecho das nossas próprias vidas.

E, finalmente, apesar de ser um livro sobre Lucas Silveira, eu me senti honrosamente biografado ali, e creio que muitos também vão se sentir assim. Portanto: obrigado por esta ode aos que acreditam.

Não sei se fui claro o suficiente, é que eu também não sei lidar.

Gisele Mirabai é nossa autora do mês de maio, confira tudo sobre ela aqui.  

Deixe o seu comentário

comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *