Fruta apodrecendo

Podridão Sem Controle

Me sinto perdido

Sem controle

Não sei o que faço…

 

Aos poucos

Diante dos meus olhos

Tudo desmoronou

Eu pude me ver errar

Inúmeras vezes

 

Eu vi

O meu lado escuro

Eu tive medo

De conhecer

O pior de mim

 

Me vi

Fazer coisas

Que nunca

Pensei ser capaz

 

Eu me vi

Quebrar meus princípios

Quebrar corações

Incluindo o meu próprio

 

Eu acreditei

Que eu era Bom

Que fosse capaz

De mudar a realidade

De ser diferente…

 

De pedaço em pedaço

Eu apodreci

E tornei-me

O que a sociedade

Sempre disse

Que eu era

 

Gostou do que leu? se inspire! leia mais:

 

 

Realidade Atual

Olhar de Vidro

 

Se você além de gostar de poesia, também escreve, divulgue aqui.

Envie seu texto para contato@literalmenteuai.com.br

Deixe o seu comentário

comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *