Onde Judas Perdeu as Botas – Gisele Mirabai

Onde Judas Perdeu as Botas é um livro despretensioso que vai te surpreender!

Sabe aquele ditado “não julgue o livro pela capa?” Impossível se aplicar ao livro Onde Judas Perdeu as Botas, da autora mineira Gisele Mirabai. O exemplar parece um moleskine preto, com fitinha para marcar a página e tudo, desses que a gente usa para escrever poesias e desenhar, por exemplo. É lindo! E o melhor, o conteúdo faz jus a beleza.

Primeiro da Coleção “Que Viagem”, Onde Judas Perdeu as Botas aborda a insatisfação com a vida como tema central, mas passa por bons momentos de reflexão e doses de diversão. Quem nunca passou por uma fase ruim, em que nada parecia ter importância ou fazer sentido? Esse é o dilema do protagonista Rey Malacarne, um homem que beira a perfeição, bom em tudo que se arriscar a tentar na vida. O problema é que até a perfeição pode gerar insatisfação. Rey está cansado da existência, mas também não quer morrer.

“…Não. Morrer, não. A morte suja, derrama sangue, ocupa espaço…”.

Diante de tamanho dilema. O que fazer? “…ir para um lugar tão longe que nem existia”. Assim, partimos com o protagonista para uma viagem cheia de aventura em busca, quem sabe, de sua própria existência ou inexistência. Ao longo da história, o leitor se depara com fotografias reais – coladas nas páginas -, curiosidades e anotações e um mapa da região dos confins de onde Judas perdeu as botas.

O livro escrito por Gisele Mirabai é dinâmico, com uma leitura que flui bem, e não é longo – tem pouco mais de 100 páginas. A autora capricha no vocabulário e mostra talento com as palavras enquanto nos guia pela trajetória do protagonista. Um livro delícia que vale a pena ser lido!

Quer saber mais sobre Gisele Mirabai, nossa autora do mês de maio? Clique aqui!

Deixe o seu comentário

comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *