Objetos Cortantes – Gillian Flynn

Sou apaixonada pela escrita da Gillian Flynn, isso você vai perceber aqui, com toda certeza. Eu leria a lista de compras dela e não estou brincando. Se você não sabe, ela é a autora de ‘Garota Exemplar’, aquele livrão maravilhoso que rapidamente se tornou best-seller e também um filme muito bem executado.

Gillian, sempre entrega protagonistas femininas fortes, destemidas e, claro, mulheres que nem de longe integrariam o hall da ‘normalidade’, mesmo não gostando dessa palavra, porque acho a erradíssima, afinal, o que é normal? 

Objetos Cortantes foi lançado no Brasil como “Na Própria Carne”, antes da editora Intrínseca adquirir os direitos. Nome esse que eu acho muito mais apropriado para a história.

Confira o booktrailer: 

Objetos Cortantes vai narrar a história de Camille Preaker, uma jornalista de Chicago que trabalha como repórter em um jornal sem fama. Recém-saída de um hospital psiquiátrico, ela é ‘convidada’ pelo editor do seu jornal, a retornar a sua pequena cidade natal, para investigar, e fazer uma grande matéria, sobre o assassinato de uma criança e desaparecimento de outra, duas meninas, loiras e de idades parecidas, o que pode indicar a ação de um serial killer. Ele acha que esse furo pode colocar o jornal em evidência e como é a cidade de Camille, ela terá muito mais facilidade para conseguir falar com as pessoas. Sendo assim, totalmente a contragosto, ela volta para a cidade que odeia e se hospeda na casa da mãe. A partir daí o pau começar a quebrar quando Camille se vê atolada até o pescoço no passado macabro do qual fugia tanto e começa a perceber que a investigação vai levar a lugares inacreditáveis.

O primeiro e um dos mais importantes pontos da narrativa de Objetos Cortantes é a doentia relação familiar que ela tem com a mãe Adora e a meia irmã Amma. Aos poucos começamos a adentrar no passado de Camille e vamos percebendo as nuances da interação familiar e como as relações são estranhas, fugindo novamente do que a gente chamaria de normal.

Não tem como dar muitos detalhes desta relação sem dar spoilers da história, contudo notamos ao longo da leitura que o passado e presente da nossa protagonista estão diretamente conectados com os fatos terríveis que vêm ocorrendo na cidade.

A historia  deste livro tem um ‘Q’ de sombria que nos persegue durante toda leitura, é como se tudo fosse meio obscuro, ou nada fosse realmente o que parece ser. Entretanto isso não causa desinteresse ou torna a leitura chata e depressiva, pelo contrário, causa ainda mais vontade de chegar ao desfecho e entender todo aquele ciclo em que todos os personagens estão ligados de alguma forma. Alguns, de formas bem mais terríveis que outros rs. 

Outro fator importante a ressaltar,  e que é uma característica facilmente observável nos livros de Gillian é a personalidade da protagonista. Sabe aquela pessoa totalmente humana e verossímil? Assim é Camille. E isso significa que ela é cheia de problemas, traumas e neuras que a tornam uma mulher arredia, desconfiada, e, claro, capaz de atitudes que não posso falar, mas dou uma pista: tem relação com o título do livro. Mas eu diria que a maior capacidade de Gillian, além de criar mulheres psicologicamente muito bem construídas e profundas é fazer com que a gente se afeiçoe a elas de um jeito que não sei explicar. Mesmo sendo estúpidas, cheias do humor mais ácido e fazendo as piores escolhas (quem nunca?), a gente as adora!

Sobre o livro em si, a narrativa é frenética e cheia de reviravoltas, coisas que adoro. A cada página você vai percebendo como segredos podem causar estragos. A leitura é rápida porque, além do livro ser curto, 254 páginas, Gillian escreve daquele jeitinho que a gente gosta, te prende, e você sempre quer ler mais um pouco. Como já mencionei, a princípio é difícil simpatizar com a Camille, ela é fria, seca, maldosa e muitoooo desbocada (adorooo), mas à medida que a história avança você começa a entendê-la e torcer por ela. 

É claro que um livrão desses não iria passar despercebido né. A HBO anunciou a estreia da minissérie de oito episódios, baseada no livro para o dia 8 de julho. A produção que conta a participação da escritora na produção e também escrevendo alguns episódios, traz como protagonista ninguém menos que Amy Addams. 

Veja o trailer: 

No Resenhando você encontra resenhas de todos os gêneros literários.

Deixe o seu comentário

comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *