O peso das decisões, antes dos 30

Ter mais de 20 anos é aprender, de uma forma muito dolorosa, que você precisa tomar decisões. E muitas dessas decisões são difíceis e dolorosas.

Decidir qual curso fazer, decidir mudar de curso, o momento de finalmente colocar um ponto final naquela relação dolorosa, optar pelo emprego que te sustenta, não o que te deixa feliz. Claro que muitas decisões que tomamos não são dolorosas, mas as que nos marcam, infelizmente, são as que tiram o nosso sono a noite.

Mas não se engane, essas decisões precisam ser tomadas. Vai chegar o momento em que você não pode simplesmente “empurrar com a barriga”. O peso de adiar uma decisão importante, fica cada vez mais insuportável, com o passar do tempo. Não falo apenas pela cobrança das pessoas que estão à sua volta, e não se engane, elas irão cobrar. Falo pela cobrança que você vai fazer a si mesmo, sempre que se sentir infeliz naquela situação.

É melhor decidir se quer ou não permanecer em algo que te deixa infeliz e, isso vale para curso, trabalho, relacionamento, qualquer coisa que mexe com a sua vida, se te faz infeliz, você precisa tomar uma decisão. Mas veja bem, só você pode decidir, porque só você sabe onde dói.

Há medida que o tempo foi passando, percebi que a responsabilidade (necessidade) por decidir sem me ferir e sem ferir as pessoas, se torna mais importante. Sabe aquela situação em que você já se machucou tanto, que quer evitar se machucar novamente, mesmo sabendo que isso não depende unicamente de você? Com o tempo, aprendi que decisões são necessárias, mesmo tendo consciência que deixei muitas para depois. E esse deixar para depois, me machuca ainda mais.

Dilemas surgem em qualquer idade. Confira aqui algumas situações engraçadas e inusitadas vividas pelas nossas colunistas. 

 As opiniões e fatos não refletem, necessariamente, a opinião de todas as pessoas que estão próximas de completar 30 anos.
Entre em contato com a colunista pelo e-mail afia@literalmenteuai.com.br

Deixe o seu comentário

comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *