A nova era

Nova Era

 

A  família tradicional

Caiu por terra

Num baque

De emoções

E distúrbios sociais

 

A recusa

Em aceitar o outro

É tristemente recorrente

O medo de ser feliz

Não pode nos impedir

 

Se querem nos olhar

Com olhos distantes

Que seja

Se querem nos recusar

Que seja

Se não nos aceitarem

Que seja!

Por que eu serei

Aquilo que sou

Independente do que digam

A sociedade

Não vai me mudar

As opiniões

Dos outros

Não me farão ser

Nem por um momento

Algo fora da minha essência

Mas, eu vou mudá-la

Vou abrir aqui e agora

As portas

De uma Nova Era

 

Gostou do que leu? se inspire! Pense o jeito de ver as coisas e aproveite para ler mais:

 

Meu Sonho 

Sol Segundo

 

 

Se você além de gostar de poesia, também escreve, divulgue aqui.

Envie seu texto para contato@literalmenteuai.com.br

 

Deixe o seu comentário

comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *