Essência e aparência da vida

Por: Rúbia Costa.

Em tempos de tanta correria e modernidade pode ser que você se sinta perdido, confuso e com medo de tudo. Calma, é normal esta mistura de sentimentos. Afinal, o progresso traz incertezas e ameaças de um suposto fim do mundo? Talvez seja por isso, que um anônimo se expressou assim:” Amanhã será o primeiro dia do resto da minha vida”.

Parece dramático, mas chegamos a um ponto em que a vida se torna um enigma e que detalhes já não são mais detalhes. O significado de viver torna-se mercadoria, símbolo, o capitalismo como essência e nós como aparência. Provavelmente Picasso tenha pensado assim, ao dizer que “a arte é uma mentira que revela a verdade”.

Essa verdade que você, nós, precisamos perceber! Traz sentido à vida, a esse tempo corrido, sem essência, cercado de aparência, já que “o homem é o que ele acredita ser”. Tchekhov Anton.

Agradecemos imensamente a Rúbia Costa que gentilmente nos enviou as suas reflexões. Você também pode participar. Envie suas ideias, crônicas, contos para contato@literalmenteuai.com.br

Gostou da coluna “Antes dos 30“? Se você já passou dos 30, não se preocupe, temos um espacinho pra você também. Confira: “Depois dos 30“.

A coluna Antes dos 30 é publicada aqui aos sábados, quinzenalmente. As opiniões e fatos não refletem, necessariamente, a opinião de todas as pessoas que estão perto de completar 30 anos.
Entre em contato com a colunista pelo e-mail afia@literalmenteuai.com.br

Deixe o seu comentário

comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *