“As Sufragistas”: e a luta pela conquista ao voto.

Cartaz do filme

As Sufragistas” foi lançado em 2015 e retrata de forma muito séria, a luta pela conquista do direito ao voto feminino. O filme conta com um elenco maravilhoso, composto por excelentes atrizes, diálogos fortes e com um teor bem político.

Você quer que respeite a lei, então faça uma lei respeitável. Filme “As Sufragistas”.

Logo no início, nos deparamos com um discurso sobre o porquê o voto não deveria ser liberado para as mulheres. De cara, somos inseridos no ano de 1912 e percebemos a rotina de trabalho, em uma lavanderia de Londres e como as mulheres sofriam abusos físicos, psicológicos e sexuais, nos seus postos de trabalho.

O discurso da época era que, as mulheres não tinham serenidade psicológica, para tomar uma decisão tão importante, quanto o voto. Sem falar que, as mulheres já estavam muito bem representadas pelos seus pais, irmãos e maridos, portanto, não havia necessidade de incluí-las na política. Maud, a personagem principal do filme, vivia dentro desse mundo de abusos. Ao presenciar uma ação realizada por um grupo de sufragistas, ela começa a ficar curiosa, para saber mais sobre o movimento.

Divulgação

Maud resolve participar das reuniões das sufragistas e passa a questionar as condições que as mulheres viviam. Aos poucos, acompanhamos a transformação realizada por ela e percebemos também que, o marido não fica satisfeito com isso. Acredito que a transformação de pensamento, realizada por Maud, é um dos pontos altos do filme. Uma mulher que vivia totalmente alheia ao movimento, com o tempo, percebe a necessidade de lutar, afinal, não há conquista sem luta.

O filme não gira em torno apenas de Maud, na verdade, acompanhamos a saga de algumas mulheres fortes, que estavam insatisfeitas com a sua condição social e lutavam pelos direitos civis e pela igualdade de direitos, em relação aos homens.

Divulgação

Por lutar pelos seus direitos, as sufragistas eram agredidas, presas, chamadas de loucas e de desequilibradas. Quando terminei de assistir ao filme, percebi a necessidade de valorizar cada luta, dedicação e cada esforço realizado pelas mulheres do passado. Além de proporcionar muitas lições e despertar vários sentimentos, o filme também nos mostra várias situações do passado, que nos faz entender a luta das mulheres, nos dias atuais. O filme é lindo e merece ser assistido.

Você já assistiu esse filme? Qual cena foi mais marcante para você?

Gostou do post? Temos outras postagens na Coluna Mofinhos!

Envie seu e-mail para a colunista: afia@literalmenteuai.com.br

 

 

Deixe o seu comentário

comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *