A chuva caindo no chão

A Chuva

 

A mistura de massas

Se eleva no céu

E precipita

Até a terra

 

Alguns dizem ser

O choro do pai

Entristecido com

A nossa realidade

 

Outros dizem ser

O choro

Da própria natureza

Que dia-a-dia

Perde sua beleza

 

Mas eu creio ser

O cair de lágrimas

Do próprio homem

Que se destrói

 

A cada gota

Que esvai

A cada relâmpago

Que apaga

Todas as luzes

Após um clarão

De entendimento

 

A chuva

Lava a alma

Purifica o corpo

Mas a mente

Continua suja

E maculada

 

Pelo Homem

Que se elevou ao céu

E esqueceu

De voltar ao chão

 

Gostou do que leu? se inspire! leia mais:

 

Humanos Carnívoros

Debaixo D’Água

 

Se você além de gostar de poesia, também escreve, divulgue aqui.

Envie seu texto para contato@literalmenteuai.com.br

Deixe o seu comentário

comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *